Buscar
  • Agencia X10

Você sabe como evitar a perda de produtos refrigerados em supermercado? Veja com a Equipe A:



Evitar a perda de produtos refrigerados em supermercados é um sonho de muitos gestores.

Esses produtos são caros e, por dependerem de condições especiais de temperatura durante o armazenamento, são extremamente delicados para se vigiar em um país como o nosso, com temperaturas quentes e inconstantes.

Para ajudar você com essa tarefa, reunimos algumas dicas para ajudar na tarefa de reduzir as perdas de produtos refrigerados.


Quais são os riscos da falta de cuidado com produtos congelados ou refrigerados?

Armazenar esses itens nas condições erradas pode provocar a perda do estoque que estraga rapidamente com a alteração da temperatura, além de causar Doenças Transmitidas por Alimentos, as DTAs.

Todos os anos, milhares de pessoas no mundo inteiro acabam sofrendo algum tipo de contaminação alimentar. Transmitidas através do consumo de água ou alimentos contaminados, as Doenças transmitidas por alimentos (DTAs) são uma preocupação mundial.

As contaminações acontecem de três formas:


Contaminações Químicas

Acontecem quando compostos químicos que não devem ser utilizados como ingredientes contaminam os alimentos.


Contaminações Físicas

Acontecem quando pedaços de pedra, madeira, metais, insetos e outros objetos caem nos alimentos ao longo da produção.


Contaminações Biológicas

Os perigos biológicos são os mais preocupantes. São os microorganismos que se proliferam nos alimentos: bactérias, fungos e vírus.

Os perigos biológicos estão diretamente ligados ao uso inadequado da temperatura para manter a conservação dos alimentos. Quanto maior a temperatura, maior é a proliferação dos microorganismos causadores das Doenças Transmitidas por Alimentos, as DTAs.

Ao ingerir alimentos contaminados, os consumidores podem ter problemas de saúde que vão desde a intoxicação alimentar até, em casos mais graves, o óbito.


Como reduzir os riscos e as perdas de estoque?

Tendo esses problemas em vista, devemos ter muita atenção para trabalhar preventivamente. Atitudes simples podem ajudar você no dia a dia.

Confira:


Organize sua compra de estoque

Pode parecer um pouco óbvio, mas é importante organizar o seu estoque para entender como ele funciona e não comprar produtos em excesso.

Faça uma lista dos produtos mais importantes para o seu consumidor nessa época e calcule quanto tempo demora para o fornecedor entregá-los em seu estabelecimento.

Assim, você consegue ter uma boa noção de quanto espaço vai precisar para armazenar os itens da melhor forma, sem sobrecarregar geladeiras e freezers.


Evite empilhar produtos

Produtos congelados ou refrigerados são colocados em geladeiras que precisam de espaço entre as prateleiras para manter a circulação da temperatura ideal para os itens.

Evite o empilhamento de produtos e tente colocar na loja sempre os itens que vencem primeiro. Isso evita que produtos vençam no estoque e sejam vendidos depois sem que se perceba.

A falta de organização do armazenamento também pode provocar a perda de vendas, pois os produtos podem ser armazenados em lugares errados na hora da confusão, dificultando assim a localização na hora que o cliente precisa.

Identifique as prateleiras, separe os itens por categorias ou marcas e controle a entrada e saída de itens do estoque.


Controle a temperatura do estoque

Como sempre falamos, o armazenamento de alimentos requer atenção dobrada quando falamos da temperatura.

Existem alimentos que devem ser armazenados nas seguintes condições:

– Temperatura Ambiente; – Temperaturas Frias (refrigerados ou congelados); – Temperaturas Quentes.

Existem alimentos que são melhor conservados em temperatura ambiente, refrigerados ou até mesmo congelados.

Tendo isso em mente, é ideal saber qual a temperatura melhor utilizada para cada tipo de alimento para conservá-los por mais tempo.

Assim, fazer o monitoramento da temperatura controlada é com certeza um grande aliado das perdas causadas por variações de temperatura que fogem da margem ideal de conservação.


Em muitos pontos de vendas os gestores se apoiam em planilhas de controle de temperatura para checar se os produtos estão armazenados da melhor maneira.

Como esse controle é feito por pessoas em um intervalo muito longo de tempo, não é possível afirmar se a temperatura estava adequada o tempo todo.

Para evitar dores de cabeça na semana que mais vende no comércio e manter o controle 24/7, o ideal é contratar uma solução automática de controle de temperatura de ambientes em tempo real.


Entra em contato conosco e venha conhecer nossos produtos:


www.equipearefrigeracao.com.br


Fonte: MSAutomação

2 visualizações0 comentário