Buscar
  • Agencia X10

Dicas para economizar energia na câmara fria, veja com a Equipe A



Muitas empresas atualmente adotaram a comercialização de câmaras frias em tamanhos padrões, onde a câmara fria já vem “pronta”, necessitando apenas que seja ligada na energia elétrica. Porém, estes tipos de câmara possuem um consumo muito maior de energia e precisam de muita atenção na hora de serem escolhidas.

Para que a performance e operação possuam maior qualidade e otimização na rotina da câmara fria é necessário saber utilizá-la corretamente e da melhor forma, onde vai refletir diretamente na economia de energia para sua utilização. Acompanhe o artigo para entender mais sobre o assunto:

Quando se opta pela opção de projeto de câmara fria personalizada, estamos falando de uma câmara produzida exatamente para a necessidade em cada situação e escolha do cliente, visando economizar energia, otimizar espaço e atender a demando tanto na capacidade frigorífica, quanto na capacidade de armazenamento.

Além disso, alguns outros fatores contribuem diretamente para a economia de energia, tais eles podem ser: O tamanho da câmara, armazenamento, produtos que serão estocados, práticas de manutenções preventivas regularmente. Entenda estes fatores com maior importância:

- Definição de medidas técnicas: De acordo com o tipo de mercadoria, será necessário realizar a análise de espaço e do tipo da mercadoria para se obter a escolha assertiva para realização do projeto da câmara fria.

- Capacidade Frigorífica: De acordo com o tipo de mercadoria a ser armazenada, será necessária uma regularidade de temperatura específica, podendo varias de temperaturas negativas à positivas.

-Importância dos gases refrigerantes: Além da necessidade de definir a temperatura para refrigeração e tipo de armazenamento, também será necessário realizar a escolha do tipo de gás refrigerante para o sistema.


Fonte: Multifrio

2 visualizações0 comentário