Buscar
  • Agência X10

Balcão refrigerado: como funciona e quais as suas vantagens?




Balcão refrigerado: como funciona e quais as suas vantagens?

A maneira como funciona o balcão refrigerado não é muito complicada: basicamente, esses equipamentos operam como a maioria dos sistemas de resfriamento de médio-porte. O que muda são os benefícios que a máquina oferece para os negócios que necessitam de produtos refrigerados. Aliás, como todo equipamento de refrigeração, os balcões precisam unir a potência de resfriamento, o design, o acabamento e a estética visual para atrair os clientes. Esses fatores são fundamentais e precisam ser levados em consideração por quem deseja adquirir esse tipo de produto. Quer saber mais sobre o funcionamento dos balcões refrigerados? O blog Equipe A preparou uma postagem inteiramente dedicada ao assunto – assim, você garante o entendimento sobre os aspectos funcionais e ainda fica sabendo quais as vantagens o equipamento tem a oferecer. Acompanhe a leitura: O que é um balcão refrigerado? Os balcões refrigerados são uma classe de equipamentos de refrigeração, compostos por uma superfície plana, semelhante a uma bancada, na parte superior, e compartimentos refrigerantes na parte de baixo, que funcionam de forma semelhante aos freezers e acessíveis por meio de portas frontais. Pode parecer confuso, mas, basicamente, os balcões refrigerados são o resultado da junção de um freezer com uma bancada. Alguns modelos, especialmente os utilizados em padarias e supermercados, não possuem a superfície superior, que é substituída por uma espécie de vitrine de vidro, na qual ficam expostos os produtos. Como os equipamentos funcionam: descomplicando a ciência Para que você entenda o funcionamento dos balcões refrigerados, a Equipe A te ensina, antes de mais nada, como funciona um sistema de refrigeração. Preparado? Basicamente, nos sistemas de refrigeração tradicionais – incluindo os dos balcões refrigerados –, existem 5 partes envolvidas do processo:

  • O fluido refrigerante, responsável pelos processos termodinâmicos que resultam no resfriamento do ambiente interno dos equipamentos de refrigeração;

  • Um evaporador, responsável por transformar o fluido refrigerante em vapor;

  • Um compressor, que transforma o fluido refrigerante, originalmente sob a forma de vapor, em gás superaquecido;

  • O condensador, que, como o próprio nome sugere, transforma o vapor superaquecido em líquido;

  • A válvula de expansão, que retira a pressão do líquido refrigerante, fazendo com que sua temperatura decaia abruptamente, transformando-o em parte fluido ultra refrigerado e parte vapor.

No interior do sistema de refrigeração do balcão refrigerado, o fluido refrigerante entra no evaporador, onde será transformado em vapor por meio de processos termodinâmicos. Lá, o vapor refrigerante é superaquecido, motivo pelo qual os motores desses equipamentos estão sempre mais quentes que o ambiente externo. Feito isso, o vapor é direcionado ao compressor para ser comprimido, aumentando a pressão do gás, que então é dirigido ao condensador, que o transformará em líquido por meio da troca de calor com o ambiente. O líquido resultante do processo passa, então, pela válvula de expansão, onde ocorre um processo chamado de sub-resfriamento: a pressão do líquido cai repentinamente, o que diminui sua temperatura e causa a evaporação parcial do material. É essa mistura de líquido e vapor gelado que troca calor com o ambiente interno do balcão refrigerado, refrigerando os alimentos e produtos em seu interior. Uma vez que o ciclo é encerrado, a mistura volta ao evaporador, e o ciclo recomeça. Quais os principais modelos disponíveis no mercado? Existem, como você pode imaginar, vários modelos de balcões refrigerados, sendo que cada um deles possui uma função específica dentro de cada tipo de comércio. Basicamente, os modelos desses equipamentos podem ser divididos em duas categorias: Quanto ao design Que diz respeito à construção do modelo, e o local do comércio em que ele pode ser instalado. Em relação a isso, os modelos de balcão refrigerado são: 1. Encosto: O balcão de encosto é o modelo mais tradicional de balcão refrigerado. Eles não possuem nenhum tipo de expositor e são utilizados em armazéns, açougues, cozinhas industriais, restaurantes etc. O modelo é chamado de encosto porque é mais facilmente alocado em paredes e nos cantos desses espaços. Funciona como uma espécie de freezer horizontal, só que em tamanho e capacidade de armazenamento maiores. 2. Vitrine: O modelo vitrine, também chamado de balcão expositor, é aquele em que é possível visualizar os itens armazenados dentro do refrigerador, sendo os modelos mais comuns em supermercados, padarias, lojas de conveniência e outros. Esse tipo de balcão é instalado em locais visíveis, justamente por funcionarem como expositores de produtos. Normalmente, a vitrine fica voltado ao consumidor, enquanto as portas de acesso fica voltado ao atendente. Quanto à temperatura. Que diz respeito ao tipo de alimento que pode ser conservado e às temperaturas mínimas e máximas que eles podem atingir. Os modelos são: 1. Estáticos: É mais voltado para o armazenamento de alimentos frescos, como hortifruti. A temperatura nesses modelos varia entre 0 e 10° C. 2. Ventilados TN: Aqui, a temperatura varia de -2º C a 8º C. Esse tipo de balcão refrigerado é mais voltado ao armazenamento de produtos alimentares frescos, pré-cozidos e bebidas. 3. Ventilados BT: Com temperaturas que variam de -20 a -10º C, é o mais indicado para o armazenamento de produtos congelados. É vantajoso ter um balcão refrigerado no meu negócio? Investir em um balcão refrigerado é um negócio lucrativo ao comerciante por diversos motivos. As vantagens de se ter um equipamento refrigerador de qualidade e apropriado ao tipo de produto armazenado são inúmeras, dentre as quais estão incluídas:

  • Cumprimento da determinação das normas de segurança alimentar pelo órgão de vigilância sanitária nacional (ANVISA);

  • Preservação dos alimentos por tempo superior, o que minimiza as perdas de estoque a curto e médio prazo;

  • Os balcões refrigerados do tipo vitrine impulsionam as vendas aos comércios que trabalham com produtos alimentícios de consumo rápido;

  • Em cozinhas industriais, em que a necessidade de armazenamento é alta, os balcões refrigerados não deixam a desejar no quesito espaço;

  • O modelo de encosto potencializa o usufruto do espaço, uma vez que também oferecem uma superfície de bancada;

  • O sistema de refrigeração dos balcões de refrigeração são eficientes e facilitam a redução no consumo de energia elétrica;

Feitos os cuidados de manutenção apropriado, os balcões refrigerados possuem vida útil superior que a dos freezers e refrigeradores, estendendo-se por décadas. Qual modelo escolher? Dúvidas de qual modelo escolher? Bem, a escolha do modelo apropriado deve-se basear em alguns fatores, tais como o tipo de comércio, o produto a ser armazenado e a temperatura ideal. Para negócios como padarias, açougues, lanchonetes e quaisquer outros que necessitem de produtos em exposição, recomendamos os balcões do tipo vitrine, uma vez que o modelo é projetado especificamente para esse nicho. Caso o seu comércio seja de outros setores, como supermercados, restaurantes, pizzarias ou outro nicho que não necessite de produtos de consumo expostos, dê preferência aos modelos de encosto. Mais importante que o tipo de modelo, na verdade, é a qualidade do produto e a procedência de garantia e qualificação do fornecedor. Por isso, não se esqueça de checar as certificações do fabricante e conferir as credenciais da loja de distribuição! Agora que você já sabe tudo sobre os balcões refrigerados, não se esqueça de seguir a Equipe A nas redes e assinar a newsletter do nosso blog – por aqui tem conteúdo novo toda semana! Sucesso na escolha e até mais!


Fonte: CastellMac

3 visualizações0 comentário